Estamos fazendo uma avaliação com os atletas interessados em medir sua capacidade no ciclismo.  Criamos um protocolo de testes para avaliarmos a potência dos ciclistas da equipe no Computrainer (rolo controlado por um programa de computador).

 

O teste principal é na academia do Alex Bronholo, a BROLEX em Campo Largo. E a prova real é realizada outro dia na estrada num treino de Serra.

 

É muito interessante poder traçar um perfil dos atletas e comparar com outros resultados e outras épocas de treinamento. Já tenho alguns dados interessantes e gostaria que mais atletas fizessem o teste para termos resultados e dados mais efetivos. Principalmente as meninas que ainda não fizeram o teste e  preciso dos parâmetros.

Segue portanto o protocolo Manocchio Computrainer.:

Aquecer 10min livre, realizar acelerações curtas para aquecimento. Submáximas.

  • 1min máximo.:  Iniciar o tiro a 100% e depois manter melhor média por 1min.  Verificar watts máximo e médio  ao final do teste.  Marcar FC máxima e de recuperação enquanto solta em carga bem baixa.   Soltar  10min girando e descansar 1min antes do próximo…
  • Teste 20min (com parcial 5min) – Ultima parte do teste. Serão 20min de Contra relógio. Os primeiros 5min devem ser feitos na melhor performance  possível e o avaliador  deve anotar os batimentos (1o , 2o e 5o min)  e os watts médios.   O atleta continua pedalando até o  20º min mantendo a maior potência  possível . Após 20min verificamos os dados de FC e watts ( com parciais no 10min e 15min).

 

*Na teoria os testes deveriam ser feitos separadamente e em dias alternados. Contudo, como o teste será realizado para conhecimento inicial e avaliação periódica. Adaptei o teste para ser feito em apenas 1 sessão.

 

Interpretação: Devemos dividir os valores encontrados pelo peso do ciclista. Para achar os valores encontrados de watts / kg.

Ps1: A parcial dos 5min. 90% dela  é sua potência estimada  para uma prova de 20km para amadores e 40km para profissionais.

ps2:  Inclinação:  caso o gráfico seja  menos inclinado sugere uma maior predisposição ao contra relógio, já decrescente em grande escala sugere um grande apelo  maior das fibras rápidas, potência explosiva. Sprints.

O custo do teste são 25 reais pagos na academia do Alex.  O valor é apenas pelo uso do computrainer, valor cobrado de todos ciclistas que usam a máquina.   Saliento que ele estará presente no teste para aferir o equipamento e medir todos os dados. A única coisa a levar é a sua própria bike, sapatilha e muita disposição!

 

PROVA REAL : O  teste de Serra (6km do km 38 ao 44 da Serra do Mar) deve se feito em um outro dia para comprovar que um bom tempo nos 20min  em Watts/Kg sugere uma boa escalada.  (melhor tempo atual foi o meu de 16min19 ).

Quem tiver o melhor resultado desse teste ganha um aparelho de GPS para o carro, dado pelo nosso ilustríssimo atleta Eduardo Mattos (Formula Renault).  Por enquanto Thiago Frasson tem o direito, como vemos no gráfico abaixo.