Confira algumas dicas de Gisele Bertucci, professora MTT e triatleta profissional para fazer sua prova de triathlon um sucesso.

ÁREA DE TRANSIÇÃO: Chegar com antecedência para fazer tudo com calma na área de transição. Visualizar bem o local da sua bike, a entrada e a saída da área. Deixar a bike no volantão (coroa grande) e na marcha leve atrás, segunda ou terceira. Marcar um ponto de referência (poste, árvore, placa). 

AQUECIMENTO: Aquecer bem! Trotar um pouco antes de colocar a roupa de borracha. Não esqueça de levar vaselina ou Neutrox (creme de cabelo) para passar no pescoço, canelas e punhos e um saquinho plástico para facilitar na hora de vestir. Entre na água, nade até se sentir quente, dê uns 4 ou 5 tirinhos de velocidade (ciclo de 6 braçadas). De dentro do mar, olhe para a areia e marque um ponto de referência (prédio, antena, morro) para a saída. Entre e saia do mar correndo umas 3x para se familiarizar com o terreno. Se estiver frio, corra na areia para manter-se aquecido antes da largada. 

NATAÇÃO e T1: Mantenha-se aquecido para poder largar forte. Acelere um pouco no momento de passar pelas boias. Entre a primeira e a segunda boia, nade num ritmo um pouco menos forte do que o da primeira perna, alongue um pouco o nado, expire mais fundo. Assim q fizer a segunda boia, acelere novamente até a areia mirando o seu ponto de referência. No final da natação, bata um pouco mais de perna e comece a pensar em como será: correr e tirar a roupa ao mesmo tempo. Assim que ficar de pé, abra o zíper e vá tirando a roupa dos braços e do tronco. Corra com ela pela cintura. Corra com passadas curtas, solte bem o ar.

Assim que chegar na bike, coloque touca e óculos no espaço reservado para vc, abaixe a roupa até os pés, afivele o capacete enquanto pisa na roupa para tirar o restante dela. Deixe-a no seu lugar, pegue a bike e corra para a saída da transição. Empurre a bike até DEPOIS da linha de monte, passe a bike INTEIRA da linha para só depois montar.

IMPORTANTE: NÃO TIRAR A BIKE DO CAVALETE ANTES DE AFIVELAR O CAPACETE NA CABEÇA! 

CICLISMO e T2: Suba na bike, pise sobre as sapatilhas e pedale até embalar e chegar num lugar seguro para calçar um pé, embalar de novo e calçar o outro.

Tenha calma nos primeiros 5 km de bike, se acomode, tome água, gel se está programado para esse momento, respire e assim que chegar num trecho seguro, vá para o clip e comece a fazer força. Cuidado com pedestres, cachorros e desavisados nos trechos urbanos, pedale com a cabeça levantada.

Procure ficar na posição aero a maior parte do tempo. Não esqueça de trocar de marchas, girar bem, lembrar dos treinos, fazer força com o glúteos, empurrar e puxar o pedal, pedalar redondinho. Se tiver vento contra, gire um pouco mais para se poupar. Vento a favor, faça força! Não esqueça de se hidratar e tomar gel. No final da bike, fique atento novamente no trecho urbano, gire um pouco mais e comece a pensar em como vai tirar a sapatilha e desmontar ANTES da linha de desmonte. Para tirar a sapatilha, tire um pé, pedale um pouco, tire o outro. NÃO DEIXE A SAPATILHA GIRAR, pise em cima dela assim q tirar o pé. No momento do desmonte, os dois pés têm que estar no chão antes que a roda dianteira ultrapasse a linha, para isso é necessário diminuir bem a velocidade.

Visualize o seu ponto de referência e corra para ele. Coloque a bike no cavalete para só depois desafivelar o capacete. Coloque os tênis, viseira, cinto com número e saia correndo. Se fizer a transição com calma, será rápido pois não esquecerá de nada!

 CORRIDA: o número tem que estar sempre na frente do corpo. Divida a corrida em 2 blocos. Faça o primeiro progressivo e o segundo forte. Tome cuidado para não começar muito forte. Se poupe um pouco para o final. Não esqueça de se hidratar e tomar gel. Na última perna, corra o melhor que conseguir. Chegue forte e sinta-se grato por esse momento!